Publicidade

18 de Janeiro de 2014 - 08:25

Por Daniel Batista - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Palmeiras versão 2014 começa o ano com uma formação bem parecida com a do ano passado, mas a promessa do técnico Gilson Kleina e de seus comandados é que este ano - em que o clube comemora 100 anos e inaugurará seu novo estádio - o time jogará um futebol à altura de sua história e brigará por títulos com os outros grandes. E para começar a temporada com o pé direito, a ordem é vencer o Linense, neste sábado, ás 17 horas, no estádio do Pacaembu, na abertura do Campeonato Paulista.

Ninguém começa o ano mais pressionado no clube do que Gilson Kleina. Após uma longa negociação para renovar contrato, ele terá de driblar a desconfiança de boa parte da torcida, que aprovou as contratações feitas mas ainda torce o nariz para o seu trabalho. "Como disse o ano passado, é um prazer poder comandar a equipe no ano do centenário. Não vamos iniciar a preparação como a gente queria, mas estamos em um estágio mais avançado do que o clube esteve nos últimos anos e o mais importante é que todo mundo está ciente do que significa estar aqui no centenário", disse o treinador.

No jogo deste sábado, Gilson Kleina aposta na versatilidade de Marcelo Oliveira para poder mexer no esquema - se for necessário - sem precisar fazer substituições. Ele jogará no meio de campo e dará ao técnico a chance de mudar o 4-4-2 para 3-5-2 ou 3-4-3 durante a partida.

O atacante Diogo é o único reforço que começará jogando. França e Rodolfo ficarão no banco de reservas e deverão entrar pelo menos por alguns minutos. Lúcio, Victorino, William Matheus e Marquinhos Gabriel ainda devem treinar por mais alguns dias.

Dos jogadores que já estavam no elenco, Eguren, Mendieta e Bruno Oliveira se recuperam de dores e não foram convocados, assim como Leandro e Valdivia, que precisam melhorar a condição física. O chileno não tem previsão para estrear. "Ele vai manter o planejamento e monitoramento um pouco mais longo. Entendemos que os jogos iniciais são importantes, mas o Valdivia precisa se preparar bem para conseguir ter sequência", disse Gilson Kleina.

O treinador decidiu improvisar Serginho na lateral direita, deixando Wendel no banco de reservas. Ele terá liberdade para atacar, mas também vai precisar se preocupar com a marcação. De volta do Japão, Mazinho começará jogando no meio de campo. Na opinião de Gilson Kleina, ele teve um desempenho melhor do que o de Felipe Menezes nos treinos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?