Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:30

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Ministério do Interior da Espanha postou vídeos nos quais mostram a polícia disparando balas de borracha contra migrantes que nadavam do Marrocos para a Espanha em 6 de fevereiro, mas negou que essa ação tenha contribuído para que 15 pessoas se afogassem.

O ministro do Interior, Jorge Fernandez Diaz, disse que a polícia atirou os projeteis à frente dos migrantes, não diretamente a eles. Ele se defendeu dizendo que todas as vítimas se afogaram em águas marroquinas.

Inicialmente, as autoridades espanholas haviam negado a utilização de balas de borracha, mas Diaz voltou atrás e reconheceu em 13 de fevereiro, diante do Parlamento, os disparos da polícia. Ele também afirmou que 23 migrantes chegaram em segurança no território espanhol, o que contradiz a acusação de que a polícia teria agido com má intenção. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?