Publicidade

06 de Dezembro de 2013 - 03:21

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Confiante, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou que o seu recente estímulo fiscal é um "investimento no futuro" que irá colocar a economia em um "ciclo positivo" aumentando os salários, informou o Nikkei nesta sexta-feira.

O premiê japonês fez as declarações para cerca de 400 empresários, economistas, e membros do governo durante um fórum de fim de ano organizado pelo Centro de Pesquisa Econômica do Japão, pela TV Tokyo e pelo Nikkei.

Animado, Abe observou que a Bolsa de Tóquio subiu 5.000 pontos em relação ao patamar verificado na época do fórum do ano passado. Os participantes previam que o acréscimo seria de aproximadamente 1.000 pontos.

"A atitude dos consumidores em relação aos preços já começou a mudar", afirmou o presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda. "As expectativas de aumento dos preços se tornaram gradativamente mais fortes, aproximando a economia da meta da inflação de 2%", acrescentou.

Muitos participantes do mercado esperam que o produto interno bruto (PIB) cresça entre 1% e 2% em 2014. "O aumento do imposto sobre as vendas fará com que a taxa de crescimento desacelere entre abril e junho, mas os efeitos do estímulo se tornarão aparentes", previu Hisashi Yamada, economista-chefe do Instituto de Pesquisas do Japão.

"A estratégia de crescimento configurará uma recuperação a partir do aumento do imposto na segunda metade do ano fiscal de 2014", disse Hiroshi Ohnishi , presidente da Isetan Mitsukoshi Holdings. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?