Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 10:28

Por Thiago Moreno - Agencia Estado

Compartilhar
 

Estudantes da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, entraram em confronto com a Polícia no final da tarde desta quinta-feira, 12, em protesto contra o aumento de mensalidades. Cerca de 50 pessoas participavam da manifestação. De acordo com a Brigada Militar, dois agentes ficaram feridos. Não há registro de detidos.

Na versão da brigada, os policiais foram recebidos com pedradas e lançamentos de fogos de artifício quando se aproximaram do local. Um soldado foi ferido no braço por um foguete e outro teria levado pancadas com o mastro de uma bandeira. A polícia, então, usou da força para imobilizar os manifestantes mais exaltados.

Os estudantes, no entanto, acusam o Pelotão de Operações Especiais (POE) de usarem agressão física e balas de borracha contra os participantes do protesto. Em vídeos publicados na Internet, eles registraram o uso de bombas de gás lacrimogêneo. Segundo relato nas redes sociais, a manifestação seguia pacífica até a chegada do POE. A brigada militar nega todas as acusações.

Os alunos da Unisinos ocupam a reitoria da universidade desde o dia 28 de novembro, quando o conselho universitário aprovou o aumento nas mensalidades de 2014. De acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), os que eram contra o reajuste foram impedidos de entrar na sala da reunião em que ocorria a votação, por isso decidiram pela greve.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?