Publicidade

20 de Dezembro de 2013 - 18:10

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O jornal inglês, The Guardin, informou que os últimos documentos vazados pelo ex-agente da Agência de Segurança Nacional, Edward Snowden, mostram que as agências de espionagem do Reino Unido e EUA monitoraram a comunicação de centenas de alvos em cerca de 60 países, incluindo um primeiro-ministro de Israel e autoridades europeias.

O Guardian publicou nesta sexta-feira que documentos de 2009 mostram que agência de espionagem britânica, GCHQ, trabalhou com a NSA no rastreamento de um e-mail que pertencia a Ehud Olmert.

Outros alvos importantes incluíram uma autoridades importante da União Europeia responsável pela política de competição, comunicações do governo alemão e do grupo Thales, empresa de defesa com participação do governo francês.

Se as informações forem verdadeiras, afirmou a porta-voz da UE, Pia Ahrenkilde Hansen, as aços dos britânicos e americanos são "inaceitáveis e merecem nossa forte condenação".

"Este não é o tipo de comportamento que esperamos de parceiros estratégicos, principalmente vindo de Estados-membros", completou Hansen. O Reino Unido é uma das 28 nações que formam a União Europeia.

O Guardian também disse que programas das Nações Unidas e da Unicef, além de vários chefes de estado africanos, estão entre os alvos das agências de espionagem. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?