Publicidade

07 de Dezembro de 2013 - 16:33

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O secretário de Defesa norte-americano, Chuck Hagel, procurou tranquilizar os aliados dos EUA no Oriente Médio preocupados com a ameaça do Irã, reforçando a promessa de um sistema de mísseis de defesa regional reforçada. Hagel disse que a pressão diplomática dos Estados Unidos para reverter o programa nuclear iraniano não deve ser mal interpretada e que o país continua comprometido com a defesa dos seus aliados na região.

"Nós sabemos que a diplomacia não pode operar em um vácuo", disse Hagel durante discurso em uma conferência de segurança em Manama, no Bahrein. "Nosso sucesso vai continuar a depender do poder militar dos Estados Unidos e da credibilidade de nossas garantias aos nossos aliados e parceiros no Oriente Médio".

Em seu discurso, o secretário observou que o programa nuclear iraniano era apenas "uma dimensão" da ameaça representada pelo Irã e reafirmou que os EUA continuam comprometidos com a defesa de mísseis balísticos na região e na Europa.

Vários aliados dos Estados Unidos na região, incluindo a Arábia Saudita , têm expressado frustração com os norte-americanos nos últimos meses. Alguns países ,citando cortes no orçamento e foco da administração Obama para a Ásia, acusaram os EUA de se retirar do Oriente Médio.

Hagel afirmou que, em vez de recuar, os EUA ajudaram os aliados no Golfo a desenvolver "alguns de nossos parceiros militares mais capazes" através de treinamento e venda de armas. "No futuro, o Departamento de Defesa vai colocar ainda mais ênfase na capacitação dos nossos parceiros, a fim de complementar a nossa forte presença militar na região", disse o secretário. "Nosso objetivo é que nossos aliados e parceiros na região sejam mais fortes e mais capazes de lidar com ameaças comuns". Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?