Publicidade

19 de Janeiro de 2014 - 14:43

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Promotores do Egito submeteram, neste domingo, o ex-presidente islamita Mohammed Morsi a um novo julgamento sob acusações de insultar o judiciário e difamar os membros do órgão a fim de espalhar o ódio, no quarto caso aberto contra ele desde que foi deposto, em julho do ano passado, afirmou a agência de notícias estatal.

Morsi já enfrenta três julgamentos separados sob variadas acusações, incluindo incitação a assassinatos de seus oponentes, conspiração com grupos estrangeiros e organização de rebeliões em presídios. Todas as acusações podem resultar em pena de morte.

O novo caso envolve 24 políticos, personalidades da imprensa, ativistas e advogados, acusados por incidentes separados de insultar o judiciário em público na televisão, ou em páginas de mídia social na Internet, durante os últimos três anos. Entre os acusados estão ativistas proeminentes como Alaa Abdel-Fattah, Mostafa el-Naggar, Amr Hamzawy e Amir Salem. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?