Publicidade

10 de Março de 2014 - 21:33

Por Demétrio Vecchioli - Agencia Estado

Compartilhar
 

A ex-ginasta Laís Souza sofreu um sério acidente na última segunda-feira, enquanto esquiava em Salt Lake City, nos Estados Unidos. Ela ainda tentava vaga para a Olimpíada de Inverno de Sochi, na Rússia. Laís sofreu uma torção na coluna por causa de uma queda. A equipe que a acompanha tentou repor a coluna no lugar, mas não conseguiu. A atleta foi então submetida a uma cirurgia. Laís sofreu uma lesão na coluna cervical.

A Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) se dispôs a pagar as passagens de um dos pais de Laís para os Estados Unidos, mas nenhum dos dois tinha passaporte. Durante a tarde desta terça, a mãe da atleta, Odete, acompanhada da fisioterapeuta Denise Lessio, empresária e amiga de Laís, tentou apressar a emissão do documento na Polícia Federal.

Apenas nesta quarta ela deverá ter o visto norte-americano. O procedimento médico padrão nos Estados Unidos determina que o boletim médico só pode ser transmitido pessoalmente a um familiar. Laís estava esquiando (e não treinando) quando sofreu a queda e se chocou com árvores.

No esqui aerials, modalidade do esqui freestyle, o atleta desce de uma rampa lisa e é jogado para o alto por outra rampa. No ar, deve executar movimentos acrobáticos que são avaliados pelos juízes. Para ganhar velocidade antes do salto, o atleta sequer movimenta os esquis.

A atleta treinava nos Estados Unidos sem acompanhamento de profissionais da área da saúde. Denise Lessio chegou a ficar os primeiros meses com Laís e outra ex-ginasta, Josi Santos, que também se tornou esquiadora.

Após a cirurgia, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) foi em busca do médico Barth Green, chefe do departamento de neurocirurgia da Universidade de Miami, na Flórida. Ele foi o responsável pela cirurgia do ator Christopher Reeve, que interpretou o Super-Homem nos quatro primeiros filmes da série e ficou tetraplégico após cair de um cavalo, em 1995.

Green já trabalhou para o COB. Durante os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em 2011, ele atendeu Jaqueline, da seleção brasileira de vôlei, que sofreu uma lesão na coluna cervical durante a partida de estreia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?