Publicidade

15 de Janeiro de 2014 - 15:43

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) decidiu não renovar a trégua unilateral com a qual se comprometeu no fim do ano passado por causa da agressividade das recentes ações militares colombianas contra os rebeldes.

"Os escassos atos de guerra em que se viram envolvidas unidades nossas durante o mês do cessar-fogo corresponderam a ações de legítima defesa", expressou o rebelde Pablo Catatumbo ao ler comunicado a jornalistas que acompanham as negociações de paz entre o governo colombiano e as Farc em Havana.

Catatumbo observou que a trégua foi declarada em dezembro como um gesto de boa vontade, mas que não foi acompanhado pelo governo. Segundo ele, ao contrário, o cessar-fogo foi seguido de "uma incessante campanha de extermínio contra unidades guerrilheiras no país".

Enquanto isso, governo e rebeldes seguem negociando em Havana. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?