Publicidade

03 de Janeiro de 2014 - 12:46

Por Beatriz Bulla - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) decidiu fazer previsões para o ano de 2014 considerando dois cenários distintos. No primeiro, mais otimista, a estimativa é de que 3,575 milhões de automóveis e comerciais leves sejam vendidos em 2014 no País, o que representaria uma estabilidade sobre o total de veículos emplacados em 2013.

Esse cenário mais favorável considera um ano calmo, com inflação que não indique que vá ultrapassar o teto da meta, de 6,5%, e câmbio que não avance o patamar de R$ 2,50.

Já as vendas de caminhões e ônibus, que cresceram 14,36% em 2013, para 191,319 mil unidades, devem subir 5,73% em 2014, para 202,275 mil unidades no melhor cenário. O emplacamento de motos tende a atingir 1,515 milhão de unidades, estabilidade em relação ao ano passado.

O pior cenário das previsões considera um ano com maior volatilidade, por questões internacionais e pela situação típica brasileira deste ano, com Copa do Mundo e eleições. Nesse caso, a estimativa é de que 3,450 milhões de automóveis e comerciais leves sejam vendidos em 2014 no País, o que representaria queda de 3,50% sobre o total de veículos emplacados de 2013.

Também no cenário menos favorável, a venda de caminhões e ônibus neste ano subiria 1,63%, para 194,436 mil unidades, enquanto a venda de motos cairia 4,50%, com venda de 1,447 milhão de unidades vendidas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?