Publicidade

21 de Dezembro de 2013 - 15:19

Por Beatriz Bulla - Agencia Estado

Compartilhar
 

A rodovia Fernão Dias é uma das vias mais críticas para quem pretende deixar a Capital paulista neste sábado (21). Por volta das 14h, a rodovia registrava no sentido Belo Horizonte quase 60 quilômetros de congestionamento.

De acordo com a Autopista, concessionária que administra a via, há veículos parados no trecho entre o km 615 e o km 598, nas regiões de Carmópolis de Minas e Oliveira, já em Minas Gerais, devido a um tombamento de carreta na altura do km 598.

Um acidente entre dois carros também gera congestionamento entre o km 737 e o km 735, região de Carmo da Cachoeira e Oliveira. Segundo a Autopista, as equipes da concessionária estão no local e trabalham no atendimento, remoção dos veículos e liberação das vias.

Ainda na Fernão Dias há congestionamento entre o km 60 e o km 35, entre Atibaia e Mairiporã, em São Paulo, e entre o km 668 e o km 658, região de Santo Antônio do Amparo e Perdões (MG), por conta do excesso de veículos.

No sentido São Paulo, um acidente envolvendo uma carreta bloqueia o trânsito no km 533, gerando trânsito desde o km 530. A rota para São Paulo também apresenta lentidão por um quilômetro na altura de Betim (MG) devido a um acidente entre três carros. No trecho mineiro da rodovia, o tempo é chuvoso no início da tarde deste sábado.

O motorista que viaja de São Paulo ao Rio de Janeiro pela Dutra encontra tráfego lento do km 232 ao km 222, reflexo de um acidente. Quem parte do Rio de Janeiro para São Paulo encontra lentidão do km 292 ao km 296, do km 173 ao km 176 e do km 171 ao km 177, por conta do excesso de veículos.

Na Régis Bittencourt, há lentidão no sentido Curitiba do km 355,5 ao km 345,5, região de Juquitiba. Também há um quilômetro de lentidão na altura do km 14, região de Campina Grande do Sul, por conta de uma acidente. Na pista sentido São Paulo, há lentidão do km 357,9 ao km 352,9, na região de Miracatu, devido ao tráfego intenso.

No sistema Anhanguera-Bandeirantes, que liga a capital ao interior do Estado, o trânsito é considerado normal nos dois sentidos. O mesmo acontece com a rodovia Raposo Tavares. Na Castello Branco, segundo a CCR Viaoste, há um ponto de 2 quilômetros de lentidão no sentido interior na altura de Osasco.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?