Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 16:03

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Fifa definiu nesta terça-feira os critérios que serão utilizados para o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, na próxima sexta, na Costa do Sauipe. A entidade ignorou o ranking e incluiu a França no pote da Europa, deixando-o inicialmente com nove seleções.

Pela definição, o pote europeu será reduzido para apenas oito times após um sorteio preliminar, o que pode beneficiar a França, dona do pior ranking entre as equipes europeias. Se o ranking fosse mantido como critério, como foi feito para escolher os oito cabeças de chave, os franceses seriam direcionados diretamente para o pote 2, o que aumentaria suas chances de cruzar com até dois campeões mundiais logo na fase de grupos da Copa.

Um eventual "grupo da morte" poderia contar com Brasil, Itália e a própria França. O novo critério, contudo, não elimina essa possibilidade por causa do sorteio preliminar dentro do pote dos europeus. Ainda que os franceses não sejam os sorteados pode haver um "grupo da morte" com seleções como, em um exemplo, Brasil, Holanda e Inglaterra.

Mas, para impedir que surja um grupo com três europeus, a Fifa definiu nova regra a ser utilizada logo após o sorteio preliminar do pote europeu. A equipe escolhida, que entrará automaticamente no pote 2, será direcionada para entrar em uma chave cujo cabeça de chave é da América do Sul (Brasil, Argentina, Colômbia ou Uruguai). Na prática, o critério aumenta as chances de a seleção brasileira entrar em um grupo mais complicado.

Os novos critérios da Fifa encerram as especulações sobre a situação da França. Uma das campeãs mundiais, a seleção francesa não foi incluída na lista de cabeças de chave por não ter ranking suficiente e poderia ficar fora do pote dos europeus porque tinha o pior posição (21ª) entre os times do continente no dia 17 de outubro, data utilizada pela Fifa para definir os cabeças.

Entre as possibilidades estava até a escolha arbitrária da Fifa para tirar um dos europeus do pote, para ficar com apenas oito times. Mas a maior aposta era a manutenção do critério do ranking, abandonado pela entidade nesta terça.

O anúncio confirmou o pote 1 com as seleções cabeças de chave, o pote 2, com as cinco equipes africanas, mais Chile, Equador e a nona seleção da Europa (após sorteio preliminar). O pote 3 terá os times da Concacaf e da Ásia, enquanto o 4 conterá as nove equipes da Europa.

O sorteio dos grupos terá início às 14 horas de sexta-feira, na Costa do Sauipe, com apenas uma seleção com posição definida. A anfitriã seleção brasileira ocupará a primeira colocação do grupo A.

Pote 1 - Brasil, Argentina, Colômbia, Espanha, Alemanha, Bélgica, Uruguai e Suíça;

Pote 2 - Camarões, Nigéria, Gana, Costa do Marfim, Argélia, Chile e Equador;

Pote 3 - Estados Unidos, Costa Rica, Honduras, México, Irã, Coreia do Sul, Japão e Austrália;

Pote 4 - Itália, Holanda, Rússia, Bósnia-Herzegovina, Inglaterra, Portugal, Croácia, Grécia e França.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?