Publicidade

21 de Janeiro de 2014 - 14:17

Por Tania Monteiro - Agencia Estado

Compartilhar
 

A pedido da presidente Dilma Rousseff, o ministro das Relações Exteriores, Luiz Fernando Figueiredo, cancelou sua ida a Montreux, na Suíça, nesta terça-feira, 21, onde participaria da conferência de paz. Segundo informações obtidas no Itamaraty, a presidente Dilma queria que o ministro Figueiredo permanecesse ao seu lado esta semana, enquanto preparava vários temas que exigiam o seu assessoramento. "Foi uma decisão circunstancial e não política", citou uma fonte do Itamaraty, ao explicar que a presidente precisava que Figueiredo a assessorasse, por exemplo, nesta terça-feira durante a audiência com o presidente do COI - Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, quando serão discutidas pendências para a realização dos jogos de 2016.

Dilma também queria discutir com Figueiredo, a preparação da viagem para Davos e Cuba, que serão realizadas a partir da quinta-feira. Na Suíça, Dilma vai se reunir com Joseph Blater, presidente da FIFA e designou Figueiredo para que ele fizesse gestões junto ao secretário-geral da ONU, Ban ki-moon, para que fosse lançada uma proposta conjunta Brasil- ONU-FIFA de paz e contra a discriminação racial.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?