Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 16:46

Por Reginaldo Pupo, especial para AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A exemplo desta quinta-feira, 26, a fila da balsa para Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, voltou a causar caos nesta sexta-feira, 27, no já complicado trânsito do centro de São Sebastião e travou o fluxo na Rodovia Rio-Santos, no trecho que corta a cidade. Nesta sexta-feira, os turistas aguardaram até seis horas na fila.

Houve briga entre motoristas por um lugar na fila e até a Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 15h20. Quatro balsas realizam a travessia para a ilha, ininterruptamente, e a tendência é que a situação possa piorar até o ano-novo. Os agentes de trânsito de São Sebastião não conseguiam organizar o tráfego, uma vez que a fila, que chegou a três quilômetros de extensão, passava por várias ruas do centro, Vila Galvão e Vila Amélia, que são bairros predominantemente residenciais. A maior dificuldade dos turistas era encontrar o fim da fila pelas ruas dos bairros.

"Ninguém conseguiu dormir esta noite. A fila ficou toda a madrugada na nossa porta e as pessoas falavam alto, com som no último volume. Era muita algazarra e minha filha de 3 anos não conseguiu dormir. Cheguei atrasada no trabalho, pois, quando consegui dormir, já passava das 5 horas da manhã", descreveu a secretária Ana Lúcia Kercher, de 28 anos. A fila cortou a Avenida Guarda-Mor Lobo Viana, que é trecho urbano da Rodovia Rio-Santos. O trajeto do centro até a Praia das Cigarras chegou a ser percorrido em duas horas. Em dias normais, o mesmo percurso é feito em 15 minutos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?