Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:07

Por Fábio Grellet - Agencia Estado

Compartilhar
 

O filho do cineasta Eduardo Coutinho, Daniel Coutinho, de 41 anos, confessou ter matado o pai e esfaqueado a mãe, no último domingo, no apartamento em que a família vivia, na Lagoa (zona sul do Rio), segundo a polícia.

O delegado Rivaldo Barbosa, da Divisão de Homicídios, tomou o depoimento de Daniel nesta terça-feira, 04, no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, também na zona sul, onde ele está internado. Após matar o pai e tentar matar a mãe, ele tentou se suicidar, desferindo facadas em si próprio. No entanto, ele e a mãe sobreviveram. A mãe, Maria das Dores Coutinho, está internada em um hospital particular no Cosme Velho (zona sul).

Segundo o delegado, Daniel assumiu o crime, e alegou que pretendia se suicidar e não queria deixar os pais "desamparado". "Ele confessou o crime e explicou que tinha medo constante de viver e o objetivo era se suicidar, mas ele disse que não queria deixar os pais desamparados", afirmou o delegado.

Barbosa afirmou que ainda não é possível afirmar se Daniel sofre de esquizofrenia, como foi relatado por amigos da família. "Não tem relação direta entre doença mental e prática de crime. O que importa é que o crime foi esclarecido", afirmou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?