Publicidade

06 de Janeiro de 2014 - 15:37

Por Gabriela Lara - Agencia Estado

Compartilhar
 

A relação entre o valor médio do etanol e o preço da gasolina alcançou o nível médio de 67,20% em dezembro na cidade de São Paulo, conforme levantamento divulgado nesta segunda-feira, 6, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O número apurado no mês passado ficou acima do observado em novembro (66,15%). Mesmo assim, foi o melhor resultado para o mês de dezembro nos últimos quatro anos.

De acordo com especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor ao etanol é de 70% do poder dos motores à gasolina. Em dezembro, o valor médio do etanol nos postos da capital paulista subiu 5,75% ante uma alta de 1,42% em novembro, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A gasolina, por sua vez, apresentou variação positiva de 4,10% ante recuo de 0,04% no penúltimo mês de 2013.

No mês passado, a inflação geral na cidade de SP medida pelo IPC foi de 0,65%, após avanço de 0,45% em novembro. O economista Rafael Costa Lima, coordenador do IPC-Fipe, lembrou que o governo esperava um rapasse de preços da gasolina de 2% a 2,5% na bomba, após o reajuste praticado pela Petrobras no fim de novembro.

Mas, segundo ele, o repasse do aumento na capital paulista foi praticamente integral. "Se os consumidores não cortam o consumo num primeiro momento, a tendência é que o repasse seja maior e foi o que aconteceu", disse Costa Lima. O economista afirma, no entanto, que o repasse da gasolina terminou no mês de dezembro. Já a elevação do preço do etanol tende a permanecer no início do ano, graças ao período de entressafra.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?