Publicidade

11 de Março de 2014 - 01:13

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Fitch Ratings rebaixou o rating de crédito de longo prazo em moeda estrangeira da Ucrânia para CCC, de B-. O rating da dívida de longo prazo em moeda local foi mantido inalterado em B-, com perspectiva negativa. O rating de dívida sênior não garantida em moeda estrangeira foi rebaixado para CCC, de B-, e o de moeda local reafirmado em B-. O teto dos ratings para bônus ucranianos foi rebaixado para CCC, de B-, e o rating de crédito de curto prazo em moeda estrangeira foi rebaixado para C, de B.

Segundo a Fitch, "a instabilidade política cresceu de modo pronunciado desde a última revisão de ratings pela Fitch, em 8 de novembro de 2013, o que fez crescer a pressão sobre o perfil de crédito soberano. Protestos de rua inicialmente provocados no fim de novembro pela decisão do governo de rejeitar um Acordo de Associação com a União Europeia cresceram em escala e em violência em meados de janeiro, causando várias mortes, A reação do governo aos protestos enfraqueceu sua legitimidade popular e estressou os laços diplomáticos. Mykola Azarov renunciou ao cargo de primeiro-ministro no fim de janeiro, junto com o resto do governo. Os líderes da oposição rejeitaram uma oferta de partilha do poder e exigiram mudanças constitucionais e eleições presidenciais antecipadas em troca do fim dos protestos, mas as conversações entre eles e o presidente Victor Yanukovych têm progredido lentamente. Isso aumenta o risco de um impasse prolongado e de desordem renovada, e fez crescer a incerteza sobre políticas do governo".

A agência também observou que "o acesso soberano a financiamento externo e a capacidade de refinanciar um calendário pesado de pagamentos da dívida externa deterioraram. A Rússia emprestou à Ucrânia US$ 3 bilhões, de um pacote de crédito de US$ 15 bilhões combinado em dezembro, mas suspendeu repasses adicionais, dependendo da formação de um novo governo" e que "as reservas internacionais caíram a US$ 17,8 bilhões no fim de janeiro, do nível já baixo de US$ 20,4 bilhões no fim de 2013". Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?