Publicidade

06 de Janeiro de 2014 - 09:56

Por Eduardo Cucolo - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os economistas consultados pelo Banco Central na pesquisa Focus mantiveram a previsão para a taxa Selic no fim de 2014 em 10,50% ao ano pela sexta semana seguida. A taxa Selic está hoje em 10,00% ao ano. A projeção para a Selic média no próximo ano segue em 10,47% ao ano. Há quatro semanas estava em 10,31% ao ano.

A previsão para a taxa na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de janeiro segue em 10,25% ao ano, o que significa uma desaceleração no ritmo de alta, que foi de 0,50 ponto porcentual nas últimas reuniões do comitê.

Nas estimativas do grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções, o chamado Top 5 da pesquisa Focus, a previsão para a Selic no fim de 2014 está em 11,00% ao ano há oito semanas.

A mediana das projeções para a taxa de câmbio no final de 2014 segue em R$ 2,45 nas estimativas dos analistas consultados na pesquisa Focus, realizada pelo Banco Central. Há quatro semanas, a projeção era de R$ 2,40.

Na mesma pesquisa, o mercado financeiro manteve a previsão para a taxa média de câmbio em 2014 em R$ 2,40. Há um mês, a pesquisa apontava que a expectativa de dólar médio estava em R$ 2,37.

A pesquisa também mostra que, para o fim de janeiro de 2014, a estimativa segue em R$ 2,35. A mediana das projeções para o câmbio dos analistas do Top 5 médio prazo para o fechamento de 2014 segue em R$ 2,40.

O mercado financeiro reduziu a previsão para o déficit em transações correntes em 2013. Pesquisa semanal Focus realizada pelo Banco Central (BC) mostra que a mediana das expectativas de saldo negativo na conta corrente este ano caiu de US$ 80,00 bilhões para US$ 79,80 bilhões.

Para 2014, a previsão de déficit nas contas externas passou de US$ 72,00 bilhões para US$ 71,30 bilhões. Há quatro semanas, estava em US$ 80,00 bilhões para 2013 e em US$ 72,35 bilhões para 2014.

Na mesma pesquisa, economistas mantiveram a estimativa de superávit comercial em 2014 em US$ 8 bilhões. Quatro semanas antes, estava em US$ 7,45 bilhões.

A pesquisa mostrou ainda que as estimativas para o ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED), aquele voltado ao setor produtivo, foi mantida em US$ 60 bilhões para 2013 (está no mesmo valor há 56 semanas). Para 2014, também foi mantida em US$ 60 bilhões. Está no mesmo valor há 73 semanas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: