Publicidade

18 de Janeiro de 2014 - 12:43

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O jogo de estreia da Ponte Preta no Campeonato Paulista foi adiado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) após um pedido do clube em razão dos problemas no Estádio Moisés Lucarelli. Assim, a partida contra o Ituano, que seria disputada neste domingo, foi remarcada para o dia 12 de fevereiro.

Um laudo do Corpo de Bombeiros apontou problemas de segurança no Moisés Lucarelli, que só seriam resolvidos com a realização de obras. A FPF, então, determinou que o jogo entre Ponte Preta e Ituano fosse realizado neste domingo, às 19h30, com os portões fechados. Na manhã deste sábado, porém, a federação recuou na sua decisão e decidiu aceitar um pedido da Ponte Preta, adiando a partida para 12 de fevereiro.

"O Departamento de Competições da Federação Paulista de Futebol informa que pela falta do auto de vistoria do Corpo de Bombeiros, a partida entre Ponte Preta e Ituano que seria neste domingo, foi transferido para o dia 12 de fevereiro, no mesmo estádio, o Moisés Lucarelli, em Campinas", anunciou a FPF.

O adiamento da partida forçará a alteração da data do jogo do Ituano da oitava rodada do Campeonato Paulista, pois o time tinha previsto para o dia 12 de fevereiro o duelo com o Bragantino, em casa. De qualquer forma, a decisão foi celebrada pela Ponte Preta, que também teve menos tempo de preparação para o início do Campeonato Paulista, pois seus jogadores saíram de férias mais tarde em 2013, em razão da participação na decisão da Copa Sul-Americana.

"Não podíamos deixar torcedor ponte-pretano ser prejudicado e não ver o time na estreia do Paulistão. Vale lembrar que o estádio já tinha sido liberado pelos bombeiros de Campinas para oito mil torcedores, desde que não fosse usada a cabeceira, e pouco depois os bombeiros de São Paulo emitiram uma contraordem vetando o Moisés. Como já não havia tempo hábil para levar o jogo a outro local, a FPF determinou a partida com portões fechados, mas apresentamos a eles um pedido de transferência, explicando mais uma vez o ocorrido e ressaltando que nosso torcedor não podia ser prejudicado. A Federação, a quem agradecemos pela compreensão, determinou então o adiamento e transferência da partida", disse Márcio Della Volpe, presidente da Ponte Preta, ao site oficial do clube.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?