Publicidade

06 de Dezembro de 2013 - 17:42

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A França não tem do que reclamar do sorteio da Copa do Mundo de 2014, realizado nesta sexta-feira, na Costa do Sauipe. Os franceses, que penaram para conseguir a classificação pelas Eliminatórias, caíram num grupo relativamente fácil, mesmo não sendo cabeças de chave. Não terão que fazer grandes deslocamentos e, se não acontecer nenhuma zebra, também não terão um rival de peso nas oitavas de final.

Os franceses têm um grupo quase perfeito. Pegaram um dos cabeças de chave menos complicados, a Suíça. Do pote que tinha asiáticos e times da Concacaf, saiu Honduras, de pouca tradição. O último rival será o Equador, também uma equipe que não preocupa tanto.

"Poderia ter sido mais complicado, temos que ser sinceros. Vamos enfrentar nossos vizinhos suíços, um time sul-americano e uma Honduras que joga um futebol parecido (com o Equador)", comentou o técnico Didier Deschamps.

Mas a sorte não parou por aí. A equipe está no Grupo E e não terá que fazer viagens longas. Provavelmente baseada em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, a França viajará a Porto Alegre, Salvador e Rio. "Estávamos preocupados em jogar no Norte por causa do calor, mas não aconteceu e isso é melhor para nossa recuperação."

Outro fator que agradou a Deschamps é o fato de a sua seleção só estrear no dia 15 de junho, aumentando o tempo de preparação. "Começamos a pensar o planejamento, os jogos de preparação, e é muito diferente começar jogando no dia 12 ou no dia 15. Teremos mais tempo para ficarmos prontos", observou.

Por estar no Grupo E, a França, se confirmar o primeiro lugar para o qual é favorita, enfrenta, nas oitavas de final, o segundo colocado do grupo que tem Argentina, Bósnia-Herzegovina, Irã e Nigéria.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?