Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:41

Por Sílvio Barsetti - Agencia Estado

Compartilhar
 

Com o time reserva, o Botafogo surpreendeu e venceu o Fluminense por 3 a 0 neste domingo, no Maracanã, e voltou à briga por uma vaga à semifinal do Campeonato Carioca. Henrique fez dois gols e o argentino Bolatti marcou o outro. A boa atuação do Botafogo foi facilitada pela apatia do adversário.

O atacante Fred, visivelmente fora de forma, deixou a desejar e ainda perdeu um pênalti nos minutos finais. O Fluminense deixou o campo vaiado por sua torcida, que compareceu em maior número ao estádio. O Botafogo poupou os titulares visando ao jogo de quarta-feira pela Copa Libertadores, com o Unión Española, no Chile.

Um fato incomum marcou o início do clássico. Na verdade, ocorreu antes de a bola rolar. O goleiro Diego Cavalieri levou cartão amarelo por ter feito com as chuteiras uma marcação em cima da linha da pequena área.

O JOGO - O Botafogo começou melhor e foi superior durante toda a partida. Atacava sempre com mais perigo. O gol de Henrique, aos 32 minutos, após uma bola mal cortada por Bruno, não veio por acaso. O time já tinha criado outras chances. Em duas delas, Diego Cavalieri fez defesas difíceis.

Ao Fluminense restava lampejos de Conca, o destaque do time. Num lance no meio, ele sofreu uma entrada desleal de Junior Cesar e o árbitro não fez o que devia - aplicou apenas cartão amarelo ao botafoguense. A falta de pulso de João Batista Arruda resultou em muita reclamação do técnico Renato Gaúcho e dos jogadores do Tricolor.

Ainda no primeiro tempo, Fred fez dois gols, bem anulados. Mas as duas jogadas de impedimento serviram para deixar a torcida do Fluminense mais revoltada com a arbitragem.

No segundo tempo, o Fluminense continuou sem ação, muito bem marcado pelo Botafogo, que se aproveitava dos contra-ataques. Henrique fez o segundo gol após uma sobra na área. Diego Cavalieri não pôde fazer nada. Depois, Bolatti completou de primeira um cruzamento de Junior Cesar e ampliou.

No final, o árbitro "inventou" um pênalti a favor do Fluminense. A torcida tricolor gritou o nome de Conca. Mas Fred pegou a bola. Na cobrança, Helton Leite - filho do ex-goleiro do Atlético-MG João Leite - defendeu com categoria. As vaias se intensificaram. Com o resultado, o Fluminense ficou em segundo lugar no Carioca, liderado pelo Flamengo.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 0 x 3 BOTAFOGO

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Elivélton e Carlinhos (Chiquinho); Valencia (Wagner), Diguinho, Jean e Conca; Rafael Sóbis (Walter) e Fred. Técnico: Renato Gaúcho.

BOTAFOGO - Helton Leite; Lucas (Lodeiro), Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Bolatti, Airton (Gabriel), Renato, Daniel e Gegê (Jorge Wagner); e Henrique. Técnico: Eduardo Hungaro.

CARTÕES AMARELOS - Diego Cavalieri, Valencia, Junior Cesar, Airton e Gabriel.

ÁRBITRO - João Batista de Arruda.

RENDA - R$ 478.320,00.

PÚBLICO - 13.298 pagantes.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.C

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?