Publicidade

10 de Janeiro de 2014 - 18:19

Por Carla Araújo - Agencia Estado

Compartilhar
 

Após uma nova reunião com representantes dos trabalhadores, na tarde desta sexta-feira, 10, a diretoria da General Motors (GM) aceitou readmitir funcionários com estabilidade que estão no bloco dos recém-demitidos.

Segundo a assessoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, a montadora informou na reunião de hoje que o total de demitidos em dezembro foi de 680 trabalhadores. Esse número não era conhecido e havia desencontro de informações.

O sindicato, que pleiteia a suspensão das demissões, informou que a decisão da GM apenas cumpre a lei, já que nenhum funcionário com estabilidade pode ser dispensado. Estão entre os funcionários com estabilidade aqueles próximos de se apresentar, lesionados e as grávidas, por exemplo.

Apesar de admitir a recontratação e reconhecer que há no grupo pessoas nessa situação, a montadora não informou quantos funcionários serão readmitidos. O sindicato será o responsável por elaborar a lista dos funcionários que terão que ser readmitidos.

Durante a reunião, que aconteceu na sede da Superintendência Regional do Trabalho, em São Paulo, o superintendente regional do Trabalho, Luiz Antônio de Medeiros, demonstrou que a GM registrou um saldo negativo de 1.217 empregos entre janeiro 2012 e dezembro de 2013. Para o sindicato, ficou provado que a GM não está cumprindo o acordo de manter o nível de emprego e o governo tem que cobrar isso da empresa. A montadora, no entanto, tem rebatido a afirmação.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?