Publicidade

03 de Janeiro de 2014 - 16:19

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Depois dos presidentes de Palmeiras e Portuguesa, nesta sexta-feira foi a vez de o mandatário do Corinthians, Mario Gobbi, divulgar carta aberta à torcida do seu time. No texto, publicado no site oficial do clube, o dirigente admite que o segundo semestre de 2013 foi "muito abaixo do esperado" e fala em recomeço na temporada que se inicia agora.

"Para 2014, já iniciamos um novo ciclo. E não apenas pela troca de treinador. Talvez mais simbólica ainda seja a aposentadoria do capitão Alessandro, único remanescente do time de campeão da Série B de 2008, quando tudo isso começou. De lá para cá, entre vitórias e derrotas, sempre algum titular daquela conquista esteve conosco", lembra Gobbi.

"Seja bem-vindo, professor Mano Menezes. Espero que esse novo ciclo tenha o mesmo sucesso do passado. Iniciado também com você como treinador, num Corinthians ainda sem centro de treinamento e sem a estrutura atual", escreve o dirigente, que completa: "É tempo de recomeçar".

Com relação ao desempenho da equipe no ano passado, Mario Gobbi admite que esperava mais da equipe. "Após um início promissor com a conquista de mais dois títulos, não conseguimos fazer o Campeonato Brasileiro à altura do que era esperado e planejado por nós. Infelizmente nosso desempenho ficou muito abaixo do esperado nos últimos meses", comentou.

Na carta, Gobbi fala da "imensidão que é o Corinthians" e cita conquistas no skate, no futebol de areia, futsal, futebol americano, natação e nas categorias de base do futebol. Ele completa o texto escrevendo aos associados e listando uma série de melhorias internas no clube.

"Em 2014, seguiremos trabalhando para evoluir e realizar mais dos sonhos dos 30 milhões de corintianos espalhados pelo mundo, como a inauguração da Arena Corinthians e a recepção da Copa do Mundo em nossa nova casa", finaliza Gobbi.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?