Publicidade

31 de Dezembro de 2013 - 20:14

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A derrota do Atlético Mineiro na semifinal do Mundial de Clubes, para o Raja Casablanca, não impediu que 2013 fosse o melhor ano da carreira do goleiro Victor. A constatação quem faz é o próprio jogador, que venceu a Libertadores com atuação absolutamente decisiva, principalmente pelo pênalti que defendeu nos acréscimos das quartas de final, e chegou novamente à seleção brasileira.

"Foi o melhor ano da minha carreira, sem dúvida. Defendi o Atlético desde o começo do Estadual, fiz mais de 60 jogos na temporada. Conseguimos dois títulos, sendo que um deles é o maior do clube em mais de 100 anos. Tive sequência, regularidade, o que é sempre importante para o goleiro e que certamente ajudou no chamado do Felipão", comentou o jogador, por meio da sua assessoria de imprensa.

"Encerro o ano muito feliz, não só pelos objetivos individuais alcançados, mas por contribuir para que o Atlético chegasse a outro patamar, alcançasse um nível mundial. E também pelo carinho e reconhecimento da torcida do Atlético, que sempre esteve ao nosso lado. Espero que em 2014 seja assim de novo e que, juntos, a gente siga escrevendo esta bonita história", completou Victor.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?