Publicidade

24 de Dezembro de 2013 - 07:36

Por Laís Alegretti e Anne Warth - Agencia Estado

Compartilhar
 

O governo vai contestar a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU), que mandou reduzir em R$ 1,7 bilhão a previsão de investimentos na construção da ferrovia entre Lucas do Rio Verde (MT) e Campinorte (GO), também conhecida como Ferrovia de Integração do Centro-oeste (Fico). Originalmente, a obra estava orçada em R$ 6,3 bilhões e, após a decisão do TCU, ficou em R$ 4,6 bilhões.

"Isso torna o empreendimento totalmente inviável para o mercado", afirmou o ministro dos Transportes, César Borges. Ele observou que, em vez de economizar R$ 1,6 bilhão, o tribunal conseguirá reduzir a despesa pública em R$ 6,3 bilhões, porque o projeto não sairá do papel.

"Vamos conversar com o TCU para mostrar que a atratividade é o melhor caminho", disse.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?