Publicidade

22 de Janeiro de 2014 - 19:02

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O ministério do Esporte anunciou nesta quarta-feira, por meio de nota oficial, que foi definido, em conjunto com o Comitê Organizador da Olimpíada de 2016, a Autoridade Pública Olímpica (APO), o governo do Estado do Rio e a prefeitura da capital carioca, o calendário de divulgação dos orçamentos e responsabilidades dos Jogos.

O governo informou que o anúncio ocorrerá em três etapas, sendo que a primeira delas ocorrerá nesta quinta, às 16 horas, no Rio, onde será divulgado o "orçamento do planejamento e operação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016".

Em seguida, na próxima terça-feira, às 10 horas, também na capital carioca, a Autoridade Pública Olímpica (APO) apresentará a Matriz de Responsabilidades, que é a lista de projetos governamentais exclusivamente associados à organização e realização dos Jogos Olímpicos.

Já na terceira etapa, prevista para segunda quinzena de março em data e local a serem definidos, o governo federal, o governo do Estado do Rio e a prefeitura da capital carioca "anunciarão o plano de antecipação e ampliação dos investimentos federais, estaduais e municipais em políticas públicas, alavancados pelo projeto olímpico, que estão sendo feitos na cidade do Rio de Janeiro e no País, em decorrência da decisão de nacionalizar os benefícios dos Jogos", informou o comunicado desta quarta.

Na última terça-feira, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, já havia antecipado que a definição da matriz de responsabilidades da Olimpíada estava nos últimos detalhes e seria anunciada nos próximos dias. Ele fez a revelação após reunião no Palácio do Planalto com a presidente Dilma Rousseff, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e o prefeito da capital carioca, Eduardo Paes (PMDB), que serviu para discutir os preparativos para o importante evento esportivo.

Também na terça, durante o encontro ocorrido em Brasília, Thomas Bach disse confiar na preparação do Rio para a Olimpíada, mas voltou a alertar que a cidade não tem mais nenhum tempo a perder como organizadora da competição. Ele enfatizou que o bom aproveitamento dos dias que faltam para o início do evento "é chave para fazer com que esses Jogos sejam bem-sucedidos".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?