Publicidade

12 de Dezembro de 2013 - 15:55

Por Luciana Nunes Leal e Clarissa Thomé - Agencia Estado

Compartilhar
 

Diante do caos e da tragédia causados pelas chuvas no Rio de Janeiro, que atingiram principalmente a zona norte da capital e municípios da Baixada Fluminense, o governo do Estado decidiu criar o Gabinete Integrado da Baixada, com representantes do Estado e das prefeituras da região, e anunciou a formação de um comitê de gestão de crise.

O comitê, que funcionará no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, região central da capital, será coordenado pelo vice-governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), segundo informações divulgadas no Twitter pelo governo do Estado. Pezão é coordenador de Infraestrutura do Estado e pré-candidato ao governo nas eleições de 2014. O anúncio foi feito durante reunião do governador Sérgio Cabral (PMDB) e Pezão com prefeitos da Baixada.

"Sabemos que temos que trabalhar juntos e o que vem por aí", afirmou Cabral sobre a possibilidade de novas chuvas no Estado. Pelo menos 600 famílias deverão ser retiradas de casas em áreas de risco e receberão aluguel social. O prefeito de Queimados, Max Lemos, disse que há 1.900 desalojados no município.

Em Petrópolis, na Região Serrana, a Defesa Civil registrou 35 ocorrências entre quarta-feira, 11, e quinta-feira, 12. Entre os casos está o de uma casa interditada no bairro Independência. O imóvel construído na beira do rio perdeu sustentação. Os moradores foram para a casa de parentes. No Alto da Serra, um deslizamento derrubou um muro, que provocou rachadura na parede da cozinha de uma casa. O cômodo foi interditado e a família orientada a deixar o local em caso de novas chuvas. As equipes de socorro estão em estado de atenção, monitorando índices pluviométrico.

A Secretaria Municipal de Defesa Civil e Ordem Pública anunciou que cerca de 100 homens estão trabalhando no distrito de Austin, em Nova Iguaçu, e uma equipe será enviada para o bairro Nossa Senhora da Conceição, após reclamação de moradores, que afirmaram que trabalham por conta própria para retirar a lama e o barro que tomou conta das ruas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?