Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 12:37

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O governo do Sudão do Sul aceitou pôr fim às hostilidades que resultaram na morte de centenas de pessoas nas últimas semanas, anunciaram líderes africanos reunidos em Nairóbi nesta sexta-feira.

Por meio de nota, os líderes de um bloco regional formado por Djibuti, Etiópia, Somália, Sudão do Sul e Sudão disseram que recebiam "com satisfação o comprometimento do governo da República do Sudão do Sul com o fim imediato das hostilidades".

No comunicado, os líderes africanos pediram ao ex-vice-presidente Riek Machar que "assuma compromisso similar". Machar é acusado de orquestrar uma tentativa de golpe contra o presidente sul-sudanês Salva Kiir.

Os líderes do bloco também manifestaram oposição a qualquer mudança violenta de governo no país mais jovem do mundo e conclamam Kiir e seus adversários a darem início a negociações de paz ainda este ano. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?