Publicidade

10 de Março de 2014 - 22:09

Por Laís Alegretti, Adriana Fernandes, Renata Veríssimo e Anne Warth - Agencia Estado

Compartilhar
 

A meta para estoque da Dívida Pública Federal (DPF) em 2014 é de R$ 2,170 trilhões a R$ 2,320 trilhões, segundo o Plano Anual de Financiamento (PAF) deste ano, divulgado nesta quarta-feira, 29, pelo Tesouro Nacional. Em relação à composição do estoque da dívida, a meta é de que os papéis prefixados fiquem entre 40% e 44%. Os atrelados à Selic devem ficar entre 14% e 19%, e aqueles atrelados à inflação devem somar de 33% a 37% do estoque. Os títulos atrelados ao câmbio, por sua vez, devem ficar entre 3% e 5%.

O Plano Anual de Financiamento de 2014 também estabelece que a meta para a parcela da DPF a vencer em 12 meses é de 21% a 25% do estoque. A meta estabelecida para o prazo médio da DPF é de 4,3 anos a 4,5 anos. A necessidade bruta de financiamento da DPF em 2014, segundo o Tesouro, é de R$ 598,4 bilhões. Já a necessidade líquida de financiamento da DPF neste ano é de R$ 476,6 bilhões. A necessidade de financiamento com dívida externa é de R$ 9,3 bilhões. Com a dívida interna em mercado, a necessidade de financiamento é de R$ 535,1 bilhões.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?