Publicidade

21 de Dezembro de 2013 - 21:42

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Pep Guardiola conquistou neste sábado, no Marrocos, o seu terceiro título do Mundial de Clubes da Fifa como técnico - os dois anteriores foram com o Barcelona -, mas fez questão de ressaltar que este último só aconteceu graças a Jupp Heynckes, o seu antecessor no Bayern de Munique, responsável pelo título da Liga dos Campeões da Europa.

"Eu não estaria aqui se não fosse por Jupp Heynckes. Eu não fiz nada na temporada passada. Pude disputar a Supercopa da Europa e a o Mundial de Clubes graças a Jupp. Queria ganhar esse torneio pelos jogadores e pelo clube, que ganharam todos os títulos da última temporada", disse o treinador espanhol em entrevista coletiva.

"Esse prêmio pertence mais ao Jupp e ao seu pessoal. Para chegar aqui, tínhamos de ter ganho a Liga dos Campeões e aos poucos trarei coisas importantes", afirmou Guardiola, que assumiu o Bayern de Munique depois de uma temporada descansando e estudando em Nova York.

"Estou aqui há apenas cinco meses, observando muito e mexendo pouco no time. Estou seguindo o legado de Jupp Heynckes, pelos títulos que ele venceu e pela qualidade dos jogadores. Em 2013, vencemos todas as competições e nós já ganhamos duas", afirmou Guardiola, que conquistou o Mundial de Clubes e a Supercopa Europeia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?