Publicidade

07 de Dezembro de 2013 - 09:46

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Hong Kong registrou o segundo caso de gripe aviária por vírus H7N9, poucos dias depois do primeiro, aumentando os temores de que o vírus está se espalhando além da China continental.

O Departamento de Saúde disse na sexta-feira que um homem de 80 anos de idade, que estava hospitalizado na região devido ao tratamento de uma doença crônica, foi encontrado com uma cepa de gripe aviária.

As autoridades de Hong Kong têm acompanhado de perto o vírus H7N9 desde que foi identificado pela primeira vez em abril. As doenças infecciosas são uma preocupação especial em Hong Kong, onde o vírus da Sars matou 299 pessoas há dez anos. Centenas de outras pessoas em diversos países também morreram.

O H7N9 já deixou cerca de 140 pessoas doentes e matou 45, quase todas na China continental. Taiwan teve um caso.

As infecções pelo vírus parecem ter perdido força desde que autoridades chinesas fizeram operações contra mercados de animais vivos após o surto inicial. As autoridades médicas dizem que o vírus não parece ser de fácil contágio entre seres humanos.

De acordo com autoridades de saúde, o segundo paciente morava em Shenzhen, cidade da China continental do outro lado da fronteira de Hong Kong, e estava sendo tratado em um hospital local. As autoridades estavam à procura de pessoas que poderiam ter tido contato com a vítima, incluindo parentes, funcionários do hospital e o motorista de táxi que o levou para o hospital.

As autoridades já intensificaram o controle nas fronteiras e elevaram o nível de alerta após o primeiro caso, registrando na segunda-feira. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?