Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 10:49

Por Daniela Amorim - Agencia Estado

Compartilhar
 

A capacidade útil instalada dos armazéns ficou menor no primeiro semestre de 2013 em relação ao segundo semestre de 2012. No entanto, houve aumento na capacidade dos silos, segundo a Pesquisa de Estoques divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira, 10.

A capacidade útil instalada, quando comparada ao segundo semestre de 2012, caiu 1,5% nos armazéns convencionais, estruturais e infláveis, e 0,2% nos armazéns graneleiros e granelizados. Na direção oposta, houve expansão de 3,3% na capacidade útil dos silos.

"A capacidade nos silos aumentou bastante, então, no total, compensa o recuo nos armazéns", afirmou Adriana Araújo, responsável pela pesquisa. "No armazém convencional, o grão fica armazenado em sacas. Em silos, o grão fica a granel. É uma armazenagem mais sofisticada, fica em condições melhores", explicou.

No primeiro semestre, as unidades armazenadoras do tipo armazéns convencionais, estruturais e infláveis somaram 69.393.662 metros cúbicos, sendo que 70,0% estavam nas regiões Sudeste e Sul. Os armazéns graneleiros e granelizados totalizaram 57.809.229 toneladas de capacidade útil, sendo que a região Centro-Oeste deteve 49,4% dessa capacidade de armazenamento e a Sul, 32,7%.

Já os silos para grãos apresentaram 60.396.505 toneladas de capacidade útil total no País. A região Sul detinha 56,1% desse total e as regiões Centro-Oeste e Sudeste, 24,9% e 13,3%, respectivamente.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?