Publicidade

08 de Janeiro de 2014 - 10:22

Por Daniela Amorim - Agencia Estado

Compartilhar
 

Apesar da queda de 0,2% na produção industrial no mês de novembro sobre outubro, o resultado da indústria em novembro não teve perfil predominantemente negativo, segundo André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "O que chama atenção no resultado de novembro especificamente é que a diminuição de ritmo teve caráter concentrado", disse.

Apenas a categoria de bens de capital registrou retração no período, apontou o pesquisador. Essa categoria teve queda de 2,6%, afetada pela redução na produção de caminhões e de máquinas agrícolas. No entanto, Macedo pondera que a informação de novembro para a categoria ainda é pontual e pode ter ligação com uma base de comparação elevada. "Em bens de capital, foram três meses de resultados positivos em sequência. De agosto a outubro, a categoria acumulou alta de 6,3%", explicou.

A produção de bens intermediários avançou 1,2% em novembro ante outubro, o quarto resultado positivo consecutivo, acumulando um ganho de 2,5% de agosto a novembro. Os bens intermediários respondem por 55% da produção industrial nacional.

"Os bens intermediários têm impacto positivo. Chama atenção não só a magnitude (de alta na produção), mas também o fato de ter uma sequência de quatro meses de expansão. Para um segmento da importância que bens intermediários têm para o total da indústria, chama atenção esse comportamento predominantemente positivo", acrescentou Macedo.

Os setores de bens de consumo duráveis e de bens de consumo semi e não duráveis tiveram, cada um, aumento de 0,3% na produção em novembro ante outubro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?