Publicidade

10 de Janeiro de 2014 - 08:25

Por Idiana Tomazelli - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,37% na primeira prévia de janeiro, ante alta de 0,32% em igual leitura do mesmo indicador em dezembro, informou nesta sexta-feira, 10, a Fundação Getulio Vargas (FGV). A taxa ficou perto do piso do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam taxa entre 0,36% e 0,85%, e abaixo da mediana das expectativas, de 0,54%.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem a primeira prévia do IGP-M de janeiro. O IPA-M subiu 0,38% na primeira prévia do índice este mês, em comparação à alta de 0,26% na primeira prévia de dezembro. Por sua vez, o IPC-M apresentou alta de 0,49% na leitura anunciada hoje, após subir 0,47% no início do mês passado. Já o INCC-M teve elevação de 0,06%, após registrar aumento de 0,36%, na mesma base de comparação.

O IGP-M é muito usado para reajuste no preço do aluguel. Até a primeira prévia de janeiro, o índice acumula aumentos de 0,37% no ano e de 5,55% nos últimos 12 meses. O período de coleta de preços para cálculo da primeira prévia do IGP-M de janeiro foi do dia 21 a 31 de dezembro.

A inflação no setor agropecuário desacelerou no atacado. Os preços caíram 0,12% na primeira prévia do IGP-M de janeiro, após alta de 0,46% em igual leitura do mesmo indicador em dezembro. Já a inflação industrial atacadista teve aceleração, registrando alta de 0,57% na primeira prévia do IGP-M deste mês, ante avanço de 0,19% na primeira prévia do IGP-M de dezembro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais subiram 0,16% na primeira prévia de janeiro, em comparação com a alta de 0,02% na primeira prévia do último mês. Por sua vez, os preços dos bens intermediários tiveram alta de 0,59%, após subirem 0,03%, na mesma base de comparação. Já os preços das matérias-primas brutas tiveram alta de 0,38% na prévia divulgada hoje, em comparação com a alta de 0,81% na primeira prévia do indicador no mês passado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?