Publicidade

18 de Janeiro de 2014 - 18:29

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os incêndios florestais causados pelas fortes ondas de calor na Austrália provocaram neste sábado a destruição de 16 casas em dois Estados, afetando regiões turísticas e agrárias. Os incidentes ocorreram mesmo após a diminuição das altas temperaturas, que chegaram a 45 graus ao longo da semana e forçaram a retirada da população de algumas áreas.

Os bombeiros, que têm combatido as chamas provocadas por temperaturas elevadas e rajadas de vento, disseram que as recentes tempestades ajudaram a diminuir o calor. No entanto, os raios causaram novos focos de incêndio em outros pontos. "Há uma mudança constante nas condições (meteorológicas)", afirmou um representante dos bombeiros.

No Estado de Victoria, autoridades afirmaram que a diminuição do calor baixou os riscos de fogo próximo nas proximidades dos Montes Granpians, uma região turística popular a noroeste de Melbourne, onde uma pessoa morreu.

No entanto, autoridades do Estado da Australia do Sul informaram que 11 incêndios continuam a queimar sem controle afetando importantes zonas agrícolas, incluindo uma próxima do Vale Barossay, centro da indústria australiana de exportação de vinhos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?