Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:09

Por Ayr Aliski - Agencia Estado

Compartilhar
 

A primeira fase da nova área de check-in do aeroporto de Salvador foi entregue nesta quarta-feira, 05, pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Isso significa 36 novos balcões de atendimento para as empresas aéreas, que se somam aos 28 existentes atualmente, totalizando 64 posições.

Segundo a Infraero, as obras de reforma do aeroporto de Salvador estão divididas em duas etapas. Dentro da primeira etapa, serão concluídos até abril os trabalhos de modernização das áreas de desembarque doméstico remoto e internacional, esteiras de triagem e restituição de bagagem, sanitários, saguão, lojas comerciais, caixas eletrônicos, praça do acarajé, estação transbordo e área de apoio taxistas. Nesta primeira fase também estão incluídas ações em áreas do primeiro andar do terminal, como o acesso ao embarque doméstico e internacional, conector para desembarque internacional, lojas comerciais, escadas de emergência, além de espaços do segundo piso, incluindo a cobertura frontal, praça de alimentação, auditório e mirante.

Outros serviços, entretanto, serão executados até julho de 2014. Estão previstas melhorias no térreo, como no desembarque internacional remoto, posto médico, adequação da saída do desembarque, salas de bagagens extraviadas, central telefônica. No primeiro pavimento, as reformas envolvem lojas comerciais, pontes de embarque, adequação dos portões, rampa de acesso ao conector, elevadores panorâmicos, enquanto no segundo pavimento serão contempladas áreas administrativas e elevadores panorâmicos.

A Infraero explica que R$ 93,53 milhões é o valor total dos investimentos no aeroporto, englobando a primeira e a segunda etapas da reforma. Parcela de R$ 79,23 milhões é o valor a ser aplicado durante a primeira etapa.

A segunda etapa das obras de reforma do aeroporto já estava prevista para ser realizada depois da Copa do Mundo, considerando que a unidade de Salvador tem capacidade para atender a demanda projetada para o ano de 2014, explica a Infraero.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho Vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?