Publicidade

15 de Janeiro de 2014 - 16:13

Por Ayr Aliski - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) entregou, nesta quarta-feira, 15, a parte nova do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Manaus/Eduardo Gomes (AM). Segundo a empresa, a área entregue hoje representa mais de 70% das obras de reforma e ampliação do terminal. Os trabalhos começaram em novembro de 2011, com investimento total previsto de R$ 444,46 milhões. O projeto prevê ampliação da área do terminal em 57 mil metros quadrados.

A proposta da Infraero é aumentar a capacidade do aeroporto de 6,4 milhões de embarques e desembarques para 13,5 milhões de passageiros por ano. Em 2013, o terminal recebeu 3 milhões de passageiros. Para 2014 é estimado um total de 4 milhões de embarques e desembarques.

As áreas que estão sendo liberadas agora envolvem novas salas de embarque e desembarque internacional remoto (sem o auxílio da ponte de embarque), parte das novas áreas do saguão com embarque e desembarque e parte do desembarque internacional, incluindo alfândega e imigração. Também estão sendo entregues parte do estacionamento de veículos do nível de desembarque, viaduto do desembarque e novo espaço dos balcões de vendas, reservas e informações das companhias aéreas. Os serviços bancários continuarão a funcionar no saguão antigo.

"A entrada em operação das novas áreas permitirá o andamento das obras no antigo terminal de passageiros, onde serão iniciados os serviços de demolição da outra metade do subsolo, construção do desembarque doméstico e a execução dos serviços restantes do saguão de desembarque. Além disso, serão concluídas as reformas na parte do saguão existente com construção das novas áreas de check-in e das salas de embarque internacional", explica o superintendente da Regional Noroeste da Infraero, Rubem Ferreira Lima.

As obras da última parte do estacionamento em dois níveis, da área administrativa lado leste, praça de alimentação, de embarque e desembarque doméstico remoto, de execução do novo conector e das novas pontes de embarque continuam sendo executadas. O fluxo interno entre as áreas do hall público, check-in e salas de embarque deverá ser alterado à medida que as áreas que entrarão em obras forem sendo concluídas, possibilitando o início de novas frentes de serviços.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?