Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 16:02

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Novos casos de discriminação voltaram a assolar o futebol italiano e a federação local decidiu punir dois dos principais clubes locais por isso. Nesta terça-feira, a entidade anunciou que a Roma e a Inter de Milão foram multadas em 50 mil euros (cerca de R$ 160 mil) e serão obrigadas a atuar com partes de seus estádios fechadas em uma partida por cantos de seus torcedores.

A Roma foi ordenada a fechar a sessão do Estádio Olímpico conhecida como Curva Sud, onde ficam alguns de seus torcedores organizados, por conta de gritos racistas direcionados a Mario Balotelli no empate por 2 a 2 com o Milan, segunda-feira, no San Siro. O tribunal disciplinar italiano afirmou que a torcida romana cantou que "o time vermelho e preto (Milan) é um time de negros" e vaiou insistentemente Balotelli quando ele pegava na bola.

Caso similar ocorreu na partida entre Inter e Napoli, no último domingo. Também fora de casa, os torcedores milaneses entoaram cantos discriminatórios para os napolitanos. Segundo o tribunal, a torcida da casa foi ofendida com gritos que diziam: "Cólera de Nápoles, vocês são a vergonha de toda a Itália. Têm cheiro de cachorro, os napolitanos estão vindo. Vocês não são seres humanos."

Por isso, a Inter de Milão terá que atuar com parte de seu estádio fechada no clássico com o Milan, no domingo, no Giuseppe Meazza. A mesma punição será aplicada à Roma diante do Catania, também no domingo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?