Publicidade

08 de Dezembro de 2013 - 19:43

Por Elder Ogliari - Agencia Estado

Compartilhar
 

Inter e Ponte Preta empataram por 0 a 0 neste domingo, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS). O resultado serviu para manter o clube gaúcho na divisão de elite do Campeonato Brasileiro em 2014 por suas próprias pernas, sem depender de outros resultados.

Se perdesse neste domingo, pela última rodada, o Inter teria ficado na dependência da tropeços dos concorrentes que também lutavam para escapar da degola. Mas venceu e ficou com 48 pontos. A Ponte Preta já estava rebaixada (37 pontos) e, como vai decidir o título da Copa Sul-Americana com o Lanús, quarta-feira, na Argentina, mandou a Caxias do Sul um time formado por reservas e jovens das categorias de base, orientados pelo auxiliar Aílton - nem o técnico Jorginho viajou.

Mesmo com a diferença técnica, o Inter teve dificuldades para se impor em campo e não transformou o aparente domínio territorial em chances de marcar gols. Durante o primeiro tempo, empilhou escanteios, mas só concluiu seis vezes ao gol. Em quatro delas, Josimar, Juan, D'Alessandro e Otávio chutaram para fora. Índio, aos sete minutos, de cabeça, e Otávio, aos 39, num chute de fora da área, foram certeiros, mas o goleiro Daniel estava atento e defendeu.

A Ponte Preta chegou ao ataque menos vezes na primeira etapa. No início do jogo, Giovanni, de longe, mandou a bola por cima da trave. E aos 39, Adrianinho cobrou falta no ângulo e Muriel defendeu.

O Inter saiu para o intervalo sob vaias da torcida, descontente com a falta de criatividade do time, enquanto o auxiliar técnico Ailton, que dirigiu a Ponte Preta, explicava o empenho dos reservas e garotos que participaram do jogo. "Eu disse que era a oportunidade da vida deles", afirmou.

O Inter voltou para o segundo tempo com o uruguaio Diego Forlán no lugar de Jorge Henrique e, por alguns minutos, ameaçou sufocar a Ponte Preta. Logo no início, depois de jogada confusa na área, Josimar concluiu e Daniel defendeu.

O time gaúcho só voltaria a ameaçar aos 27 minutos, em jogada individual de Diego Forlán, que bateu forte para nova defesa do goleiro. A Ponte Preta respondeu aos 33, em chute cruzado de André que Muriel espalmou. Aos 47, D'Alessandro ainda cobrou falta e acertou a trave, em uma das raras vezes que o Inter levantou a torcida no Estádio Centenário.

FICHA TÉCNICA:

INTER 0 X 0 PONTE PRETA

INTER - Muriel; Ednei, Índio, Juan e Fabrício; João Afonso, Josimar (Alex), D'Alessandro, Jorge Henrique (Diego Forlán) e Otávio; Leandro Damião (Rafael Moura). Técnico: Clemer.

PONTE PRETA - Daniel; Régis, Betão, Raphael Silva e Maurício; Alef, Ferrugem, Matheus Olavo e Adrianinho (Ian); Ademir (André) e Giovanni (Luizinho). Técnico: Aílton (auxiliar).

ÁRBITRO - Alício Pena Júnior (MG).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?