Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 16:11

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O conselheiro do aiatolá Ali Khamenei para questões nucleares, Ali Akbar Velayati, declarou nesta terça-feira que Teerã está pronto para um acordo final com as potências mundiais sobre o programa atômico do país, um forte sinal de interesse depois de o Irã ter se retirado de negociações recentes em protesto contra a ampliação da lista de empresas que são alvo de sanções pelos Estados Unidos por supostamente terem contornado as atuas sanções.

A agência oficial de notícias Irna informou nesta terça-feira que Velayati declarou que "a situação está pronta" para o acordo, ao ser perguntado se um acordo final é possível.

Velayati é conselheiro para assuntos externos de Khamenei, que tem a palavra final em todas as questões no Irã, incluindo as políticas nucleares do país.

Na semana passada, o Irã se retirou das negociações em Viena para protestar contra a decisão dos Estados Unidos, embora houvesse chegado a um acordo interino com as potências nucleares em Genebra no mês de novembro.

"A continuidade das conversações e a lealdade ao acordo de Genebra é a política iraniana", disse Velayati segundo a agência de notícias. Ele afirmou que a decisão norte-americana de estender as sanções a mais empresas iranianas provocou críticas internacionais, principalmente da Rússia.

No domingo, o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, declarou que seu país vai continuar as negociações nucleares com as potências mundiais, apesar dos altos e baixos. "Nós previmos isso desde o primeiro dia", disse ele.

Também nesta terça-feira, o importante deputado Mohammad Reza demonstrou seu apoio à retomada das negociações. "O enfraquecimento da equipe de negociação não atende aos interesses" do Irã, afirmou. "Nós apoiamos o ponto de vista do ministro de Relações Exteriores."

As declarações de Velayati e Bahonar mostram que a liderança do Irã está buscando firmemente resolver a questão nuclear.

O vice-ministro de Relações Exteriores Abbas Araghchi reuniu-se com a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, e declarou, após o encontro, que "as negociações entre especialistas serão retomadas em breve", informou a agência semioficial de notícias Fars.

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Marzieh Afkham, declarou que seu país espera que todos os lados iniciem a implementação do acordo simultaneamente. "Esperamos uma data específica para iniciar a implementação (das ações mútuas acordadas em Genebra). Os dois lados devem concordar a respeito de um dia específico para a implementação. Neste dia determinado, todos os lados devem cumprir seus compromissos." Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?