Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:10

Por AE-AP - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Comitê Olímpico Italiano (CONI) revelou nesta sexta-feira que o atleta William Frullani foi excluído dos Jogos de Inverno de Sochi após ser reprovado em um exame antidoping. Por meio de um comunicado, o organismo disse que o integrante da equipe de bobsled da Itália testou positivo para a substância proibida dymetylpentylamine.

O teste em questão foi realizado na Vila Olímpica dos atletas, no último dia 18, na Rússia. O CONI também confirmou que Frullani pediu para realizar um novo exame, mas informou que a contraprova "confirmou o resultado positivo, resultando na sua exclusão da delegação italiana".

Para completar, o CONI revelou que Frullani será substituído na equipe de bobsled da Itália na Olimpíada de Inverno de Sochi por Samuele Romanini. Os quatro atletas italianos que formam o time do país nesta modalidade competirão neste domingo, dia final de disputas do grande evento na Rússia.

Substância proibida encontrada no exame antidoping do atleta italiano do bobsled, o dymetylpentylamine é um estimulante cuja composição também é encontrada em descongestionantes nasais.

Esse foi o segundo caso de doping destes Jogos de Inverno, sendo que o anterior também foi revelado nesta sexta-feira. O Comitê Olímpico Alemão informou que foi notificado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) no fim da noite de quinta de que um dos seus atletas testou positivo na primeira amostra. A contraprova ainda vai ser analisada, explicou a entidade, que ainda não revelou a identidade do competidor, em qual esporte ele está na Olimpíada ou a substância proibida utilizada.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?