Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 12:23

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O governo do primeiro-ministro Enrico Letta aprovou hoje um decreto que abole o financiamento público a partidos políticos na Itália depois de uma série de escândalos ter causado revolta entre os eleitores em relação ao alto custo da política.

Sob as novas regras, que precisarão de aprovação parlamentar dentro de 60 dias para entrarem em vigor, os eleitores podem contribuir com o financiamento dos partidos por meio de doações com benefícios tributários. "Esse decreto dá o poder aos cidadãos", disse Letta.

O chefe de governo afirmou também que as novas regras vão motivar a transparência nas contas dos partidos após uma série de escândalos.

Letta, que ganhou na quarta-feira um voto de confiança do Parlamento à sua agenda de reformas, prometeu mais cortes de custos públicos. O governo também introduziu medidas para tentar impulsionar investimentos internacionais na Itália e aumentar a competitividade de companhias locais. Fonte: Market News International.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?