Publicidade

11 de Março de 2014 - 23:34

Por Paulo Favero - Agencia Estado

Compartilhar
 

O bairro de Itaquera, em São Paulo, é um verdadeiro canteiro de obras para que tudo fique pronto para a abertura da Copa do Mundo. Além do Itaquerão, a Arena Corinthians, que alcançou 97% de avanço, o entorno do estádio passa por mudanças significativas que ajudarão a melhorar o fluxo de veículos na região. Outra novidade é que no próximo mês o parque que ficará em frente ao campo estará pronto.

"Os preparativos estão em ritmo acelerado de trabalho, tanto nas obras do estádio e do entorno do Polo Institucional de Itaquera, quanto na validação dos planos operacionais", explicou Raquel Verdenacci, coordenadora executiva do Comitê Paulista para a Copa.

Com investimento de R$ 548,5 milhões e 2.200 empregos diretos gerados, as obras viárias de mobilidade urbana permitirão maior integração entre as áreas norte e sul do bairro, integrarão vias já existentes, favorecerão a circulação de pedestres e o acesso às estações de trem e metrô. Entre as alterações estão incluídas as construções de duas novas avenidas, passagem em desnível de 540 metros de extensão, alargamento de pistas, rotatória e duas novas alças de acesso. A previsão de entrega é em 28 de abril, pois o avanço nestas obras já é de 80%.

Dentro do estádio, a novidade é que a colocação de assentos superou a marca de 33 mil unidades. Outras atividades que estão em andamento são os revestimentos de piso e teto e as instalações de ar-condicionado, automação e som, além da colocação dos holofotes no prédio Norte. Outro detalhe é que a colocação de escadas rolantes e elevadores foi concluída e entrou em fase de testes.

Como 15 seleções escolheram ficar no estado de São Paulo na primeira fase do Mundial, os aeroportos paulistas terão uma importância significativa. Em Guarulhos, o Terminal de Passageiros 3 e a ampliação do pátio de aeronaves são as principais obras de infraestrutura a serem entregues até a Copa. Com 192 mil metros quadrados - área maior que as dos terminais 1, 2 e 4 somadas - o novo terminal terá capacidade inicial para 12 milhões de passageiros.

Já Viracopos, na região de Campinas, passou por reforma das instalações do atual terminal, que tem capacidade para 9,5 milhões de passageiros. Além disso, um píer vai operar exclusivamente para receber voos da Copa (tanto das delegações quanto executivos).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?