Publicidade

11 de Março de 2014 - 03:14

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Em um esforço para manter o momentum para a economia do Japão após a implantação do aumento de imposto em abril, o Ministério de Finanças adotou um passo incomum ao estabelecer uma série de metas para a implantação do programa de estímulos de 5 trilhões de ienes. O ministério insistiu aos governos central e local que a maior parte do pacote para obras públicas seja implantado entre abril e junho.

Sob a nova diretiva emitida pelo ministro de Finanças, Taro Aso, 70% dos estímulos em obras públicas devem estar implantados até o fim de junho. Em setembro já devem ter sido utilizados 90%.

O pacote de estímulos do Japão é formado por vários componentes, incluindo obras públicas no valor de 3,4 trilhões de ienes. A diretiva emitida hoje tem como objetivo somente essa porção dos estímulos, mas a expectativa é que muito do valor restante também seja gasto entre abril e junho.

Como o governo do primeiro-ministro Shinzo Abe precisa decidir sobre outro aumento de imposto mais para o fim deste ano, é crucial para o governo minimizar o impacto do aumento de imposto de abril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?