Publicidade

11 de Março de 2014 - 02:43

Por Laura Maia de Castro - Agencia Estado

Compartilhar
 

Após ficar 16 dias internado, o estoquista Fabrício Chaves, de 22 anos, teve alta no fim da tarde de ontem, 10, da Santa Casa de São Paulo, de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. Chaves foi baleado por policiais militares no dia 25 de janeiro, durante o protesto intitulado "Não Vai ter Copa", e ficou cinco dias em estado grave na UTI.

De acordo com a versão da polícia, o estoquista teria ameaçado PMs com um estilete e, por isso, os policiais reagiram. Entretanto, ainda na UTI, Chaves prestou depoimento no qual disse que só sacou o estilete após ter sido atingido por um tiro. A versão foi reafirmada em um outro depoimento concedido, também no hospital, para a Corregedoria da PM.

O caso está sendo investigado pelo 4.º DP (Consolação) e pela Corregedoria, que apura se houve ou não excessos por parte da PM. Ao menos seis pessoas já foram ouvidas.

As informações são do jornal

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?