Publicidade

02 de Janeiro de 2014 - 18:37

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Rafael Silva, Mayra Aguiar e Sarah Menezes receberam um grande presente atrasado de Natal nesta quinta-feira. Isso porque a Federação Internacional de Judô (IJF) anunciou uma premiação de US$ 10 mil (cerca de R$ 24 mil) para cada um judocas que terminaram o ano de 2013 como líderes de suas categorias.

A premiação chega como incentivo extra a atletas como Teddy Riner. O francês, melhor judoca da atualidade, pouco compete. Usualmente, disputa o Mundial, a Olimpíada, o Campeonato Europeu e o Grand Slam de Paris, apenas. Mesmo invicto no Circuito desde 2008 (perdeu apenas na categoria aberto, que não tem ranking), ele não é o líder dos pesos pesados, posto que pertence a Rafael Silva.

No masculino, vão receber a premiação dois atletas da Mongólia, um do Azerbaijão, um da Geórgia, um de Cuba e outro do Japão, além de Rafael. Entre as mulheres, serão premiadas judocas de Kosovo, Israel, Alemanha, Holanda e Cuba, além de Mayra e Sarah. Rafaela Silva deu azar e ficou sem a liderança da sua categoria por meros 36 pontos. Tem 2.138, contra 2.174 da alemã Miryam Roper.

Em seu site oficial, a IJF destaca que, em 2013, o Circuito Mundial de Judô distribuiu 2 milhões de dólares em premiação. E que o Mundial e o Masters tiveram 200 mil dólares para serem divididos pelos seus campeões.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?