Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 20:25

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Campeonato Brasileiro, em campo, terminou no último domingo. Mas há ainda pelo menos mais duas ou três rodadas no "tapetão" para definir a classificação final. Vasco, Atlético-PR, Flamengo, Portuguesa e Fluminense estão com uma seleção de advogados trabalhando em ritmo acelerado, todos empenhados para livrar seus clubes de situações que já estavam definidas e que podem sofrer uma reviravolta.

Nesta sexta-feira, a 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vai julgar os incidentes ocorridos no domingo, em Joinville (SC), durante o jogo Atlético-PR e Vasco. Cada clube pode perder até 20 mandos de campo e cumprir a pena com portões fechados. A diretoria vascaína quer, por meio de outra ação, impetrada na noite desta quarta-feira, a impugnação da partida.

E na segunda-feira, a 1ª Comissão Disciplinar do STJD vai julgar dois casos, envolvendo a Portuguesa e o Flamengo, que teriam escalado jogadores de forma irregular na última rodada do Campeonato Brasileiro: o meia Heverton, pela Lusa, e o lateral-esquerdo André Santos, pelo clube carioca - ambos estariam suspensos e, pela acusação, não poderiam ter entrado em campo no fim de semana.

Se condenados, Flamengo e Portuguesa poderiam perder quatro pontos cada um. Isso significaria o rebaixamento da Lusa e a manutenção do Fluminense na primeira divisão. A situação flamenguista pode se complicar, com uma eventual queda para a Série B, se o Vasco também tiver sucesso em sua ação para impugnar a partida com o Atlético-PR e ficar com os três pontos perdidos naquela derrota.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?