Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:58

Por Felipe Recondo - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Justiça do Distrito Federal adiou a audiência marcada para esta terça-feira, 25, em que seria ouvido o ex-ministro José Dirceu sobre a suspeita publicada por jornais de que teria usado celular dentro do presídio da Papuda, em Brasília.

O juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) Bruno Ribeiro cancelou a videoconferência, sem definir nova data ou justificar o cancelamento. A investigação sobre a suspeita do uso de celular foi posta pela Justiça do DF como pré-requisito para a análise do pedido feito por Dirceu para trabalhar fora do presídio.

A direção do presídio concluiu que a suspeita era infundada, mas o juiz decidiu que faria uma apuração paralela. Caberá ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, avaliar se Dirceu usou ou não celular na cadeia.

Se comprovado o uso do telefone por Dirceu, o fato configurará falta. E o ex-ministro não terá autorização para deixar o presídio durante o dia, voltando apenas à noite para a cadeia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?