Publicidade

16 de Dezembro de 2013 - 16:22

Por Sarah Brito, especial para a AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Será realizada nesta segunda-feira, 16, a audiência de instrução dos três acusados pela morte do estudante Denis Papa Casagrande, de 21 anos, em Campinas (SP). Casagrande foi esfaqueado e espancado durante uma festa clandestina dentro do câmpus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 21 de setembro.

Dos réus, dois - o casal Maria Teresa Pelegrino, de 20 anos, e Anderson Mamede, de 21 - cumprem prisão preventiva desde outubro. O processo corre na 1ª Vara do Júri de Campinas, onde 22 testemunhas devem ser ouvidas no Fórum Central. Maria Teresa confessou ter dado uma facada no peito do estudante e alegou legítima defesa, de acordo com a polícia.

Segundo o Ministério Público (MP), os acusados esfaquearam e espancaram a vítima de forma cruel. Eles foram denunciados, com um quinto acusado, André Motta, de 22 anos, por homicídio doloso triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel, com recurso que dificultou a defesa). Os maiores de idade podem ser condenados até 20 anos de prisão. Os dois menores serão encaminhados para a Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Casa) e podem ficar até três anos internados. Um deles tem 15 anos e o outro 18, mas no dia do crime tinha 17.a

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?