Publicidade

30 de Dezembro de 2013 - 12:31

Por Fernando Faro - Agencia Estado

Compartilhar
 

O sofrimento são-paulino para ir às compras e reforçar o elenco para a próxima temporada não passa despercebido pelo presidente Juvenal Juvêncio. O dirigente admite que o clube está encontrando dificuldades para contratar, mas lembra que não é apenas o São Paulo que vem passando por maus bocados no mercado.

"Veja os demais clubes, está difícil para todos. O Corinthians resolveu enxugar os custos, no que faz muito bem e concordo. O Palmeiras sofre e só consegue pensar no que fazer no fim do mês. E o Santos precisou da ajuda de um parceiro desconhecido e ainda assim trouxe apenas um jogador. É preciso que o torcedor, que o anônimo, entenda que existe disposição, mas não posso comprometer a saúde financeira da instituição", disse Juvenal, em entrevista ao jornal

Juvenal mandou o gerente Gustavo Vieira de Oliveira para a Europa para negociar com o Napoli a contratação do atacante chileno Eduardo Vargas, mas já adiantou que nos termos propostos pelos italianos o negócio não sai. A pedida aumentou para 1,8 milhão de euros pelo empréstimo de um ano e a cláusula de liberação automática segue travando as negociações.

"Para o Santos eles pedem o mesmo valor e ainda entregam o Bruno Uvini (zagueiro formado no São Paulo e que está encostado no Napoli), é compre um e leve dois. Lá em Santa Rosa de Viterbo (onde Juvenal nasceu) já não se faz negócio assim há algum tempo. Estamos conversando, queremos o jogador mas nem sempre realizamos tudo o que queremos, vamos ver", explicou o dirigente. A direção são-paulina ainda sonha com o reforço do atacante chileno, mas sabe que o Napoli quer utilizar a Copa do Mundo do ano que vem para valorizá-lo e vendê-lo - por isso, o clube não se anima com as perspectivas.

Pressionado a contratar após uma temporada sem títulos e que levou o time à mais grave crise da sua história, o presidente disse que o São Paulo segue trabalhando para entregar ao técnico Muricy Ramalho um plantel mais qualificado em 2014, mas não fala sobre datas para não frustrar a torcida.

"Era necessário esse esclarecimento ao torcedor. Estamos nos esforçando, mas é um ano difícil. Em 2012 investimos uma quantia substancial em nomes de grande expressão e alguns não renderam os frutos esperados, mas isso é parte do futebol e sempre o será. Não falo em datas, nosso torcedor não merece essa angústia, mas trabalhamos fortemente para melhorar nosso plantel. Mesmo que timidamente, já trouxemos o lateral-direito (Luis Ricardo), o zagueiro que veio se recuperar conosco (Roger Carvalho) e iniciará o ano bem e mantivemos o Rogério, que é um ganho extraordinário. Aos poucos, estamos melhorando", concluiu Juvenal.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?